https://atualiza.acicampinas.com.br/ADMblog/thumbs/1042..png
Equipe ACIC
Equipe ACIC
Tradicional instituição empresarial de Campinas, fundada em 1920 e com mais de 2.500 empresas associadas, a ACIC apoia o desenvolvimento das empresas por meio de seus 3 pilares para soluções empresariais: Redução de Custos, Oportunidades de Negócios e Educação Empreendedora.

3 passos para se tornar um líder estratégico

A liderança estratégica transcende a mera execução de tarefas diárias, trata-se de uma abordagem proativa, que visa a antecipar desafios, identificar oportunidades e alinhar os esforços da equipe aos objetivos de longo prazo da empresa.

Cada vez mais, a habilidade de pensar e agir estrategicamente torna-se um diferencial crucial, especialmente para aqueles que ocupam posições de gestão ou que sonham em conquistar tal cargo. A liderança estratégica transcende a mera execução de tarefas diárias, trata-se de uma abordagem proativa, que visa a antecipar desafios, identificar oportunidades e alinhar os esforços da equipe aos objetivos de longo prazo da empresa.

 

Para que você desenvolva as suas capacidades de pensamento estratégico, é necessário aprimorar três comportamentos fundamentais para trabalhar: perspicácia (pensar), alocação (planejamento) e ação (fazer).

 

É muito comum ver um profissional em um alto cargo sem competências, como a de pensamento estratégico, além de dificuldades em delegar tarefas e responsabilidades, centralizando e respondendo ele mesmo pelas atividades de outros.

 

Rich Howard, fundador e CEO do Strategic Thinking Institute, aponta que muitos gestores, que querem aperfeiçoar as suas características estratégicas, devem aplicar um roteiro comportamental com 3 passos:

 

Passo 1: Perspicácia

A perspicácia tem a ver com a forma como você pensa: sua capacidade de compreender uma situação, gerar novas ideias para sair do estado atual para o estado futuro desejado e resolver desafios com vistas a criar um novo valor. A perspicácia é composta por três componentes principais:

 

  • Consciência do contexto: que informa a sua visão panorâmica geral. Compreender tanto a sua situação interna (cultura, propósito, processos etc.) quanto a externa (tendências de mercado, comportamento do cliente, cenário competitivo etc.) ajuda a alocar recursos para atingir seus objetivos.

 

  • Insight: refere-se à sua capacidade de gerar aprendizados a partir da consciência do contexto. Isso requer curiosidade e mentalidade exploratória. Uma característica fundamental dos pensadores estratégicos é a disciplina para registrar, categorizar, compartilhar e refletir continuamente sobre os insights.

 

  • Inovação: é a sua capacidade de canalizar consciência contextual e insights para criar um novo valor. Normalmente, surge do pensamento envolvido na superação de um desafio ou na resolução de um problema.

 

Para avaliar a sua perspicácia, pergunte-se:

 

Realizo com regularidade avaliações da situação atual do meu negócio, tanto do ponto de vista interno como externo?

Compartilho insights valiosos com a minha equipe?

Ao resolver problemas, sigo o que já foi testado e comprovado ou procuro por novas abordagens?

 

Passo 2: Alocação

Alocação diz respeito como você planeja atingir os seus resultados, sendo estratégico ao estabelecer metas, distribuir recursos, reconhecer os riscos e as compensações ao tomar decisões, criando vantagens e oferecendo um valor superior ao negócio. Onde você investe os seus recursos - tempo, talento e capital - torna-se um impulsionador fundamental para a eficácia de suas estratégias, requerendo os seguintes componentes:

 

  • Habilidade de administrar seus recursos: Eles geralmente são finitos e, sem disciplina, podem ser mal distribuídos, fazendo com que não haja qualquer impacto no seu objetivo final. Uma abordagem estratégica nesse contexto implica a capacidade de concentrar recursos, coragem para fazer escolhas e disposição para garantir o uso dos recursos da forma planejada.

 

  • Tomada de decisão: Em vez de, simplesmente, aceitar a primeira opção, os pensadores estratégicos devem gerar uma variedade de alternativas viáveis. Como cada decisão resulta em uma consequência diferente, deve-se analisar os prós e contras de cada alternativa, bem como o nível de risco aceitável.

 

  • Vantagem competitiva: O objetivo central das estratégias traçadas será o de obter algum tipo de benefício no mercado, ganho ou lucro. Administre os recursos e planeje as atividades para gerar um valor superior para os clientes em relação aos concorrentes. Uma vez alcançada a vantagem, continue trabalhando na evolução dela diligentemente para permanecer à frente da concorrência.

 

Para determinar se você é um alocador eficaz, pergunte a si mesmo:

 

Eu administro os recursos de áreas com baixo desempenho, realocando-as para aquelas com maior potencial de forma proativa?

Estou dedicando o meu tempo em atividades alinhadas aos meus objetivos?

Como estou na comparação com a concorrência?

 

Passo 2: Ação

Ação refere-se ao que você faz. Preparar uma estratégia empresarial é apenas um passo, enquanto o como você implementa sua estratégia, determina o seu sucesso. Isso exige a habilidade de colaborar com outros, executar iniciativas para alcançar metas e otimizar o seu desempenho pessoal.

 

Colaboração: é a sua habilidade de trabalhar com outras pessoas para trocar conhecimento, dados e insights que ajudem a avançar em direção ao objetivo definido. As competências de comunicação - verbal, visual e escrita - são fundamentais para uma colaboração bem-sucedida, assim como a capacidade de ouvir sem julgamento, permitindo a ocorrência de caminhos novos e diferentes.

 

Execução: envolve a aplicação disciplinada de recursos para alcançar os seus objetivos. Isso requer foco e disciplina para combater a contínua avalanche de interrupções, ruídos e elementos atrativos que podem levá-lo a se desviar de seu foco.

 

Desempenho Pessoal: é a gestão do seu próprio tempo, energia e mentalidade na busca dos resultados desejados. Ser estratégico exige flexibilidade para se adaptar a circunstâncias em mudança e a agilidade mental para superar desafios e forjar novos caminhos possíveis para atingir as suas metas.

 

Para avaliar as suas habilidades de ação, pergunte a si mesmo:

 

Quando chegar a hora de implementar uma estratégia, quão preparado estou para agir?

Costumo perguntar e entender as metas e intenções dos outros?

Distraio-me facilmente com outros desafios e obstáculos pelo caminho?

 

Quando definimos, de forma estratégica, como nos conduzir para conquistar uma  vantagem, podemos, então, começar a avaliar o nosso próprio nível de aptidão estratégica. Perspicácia, alocação e ação - a capacidade de pensar, planejar e agir - são os diferenciais dos pensadores estratégicos em relação aos demais, comportamentos que podem ser aprendidos e aplicados para criar um valor superior

 

Enquanto a beleza pode estar nos olhos de quem vê, a estratégia está no comportamento. A iniciativa de tomar ações estratégicas não é apenas uma questão de percepção subjetiva, mas também algo que pode ser observado e avaliado por meio do comportamento e das ações do indivíduo.

 

A verdadeira habilidade estratégica vai além de simples palavras ou intenções. Em vez disso, ela se manifesta nas ações e nos comportamentos concretos. A capacidade de pensar estrategicamente, planejar de forma eficaz e executar decisões coerentes são comportamentos tangíveis, os quais definem alguém como estrategicamente competente.


 

As informações sobre os 3 passos para se tornar um líder estratégico foram obtidas do artigo 'How to Become a Better Strategic Thinker', escrito por Rich Horwath.

 

Equipe ACIC| lider-estrategico, 3-passos, lideranca-estrategica, dicas

Pode lhe interessar


Colunistas


Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto

Posts recentes


Assuntos relacionados