https://atualiza.acicampinas.com.br/ADMblog/thumbs/439..jpg
Equipe ACIC
Equipe ACIC
Tradicional instituição empresarial de Campinas, fundada em 1920 e com mais de 2.500 empresas associadas, a ACIC apoia o desenvolvimento das empresas por meio de seus 3 pilares para soluções empresariais: Redução de Custos, Oportunidades de Negócios e Educação Empreendedora.

Varejo se recupera, mas desempenho é desigual entre as atividades

Enquanto confecção, artigos para escritório e informática amargam desempenhos ruins, os segmentos de móveis e eletrodomésticos, farmácias e bens de uso doméstico ganham impulso. Fonte: JORNAL DAS ASSOCIAÇÕES COMERCIAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO

Em julho, o varejo restrito registrou alta de 5,5% sobre igual mês de 2019, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), superando as expectativas. 

Mesmo apresentando recuperação, o comportamento foi desigual. No cômputo anual, foi beneficiado pelo auxílio emergencial, os juros mais baixos e a adaptação ao e-commerce.

Por outro lado, influenciaram negativamente a queda do emprego, da massa de rendimentos e da confiança, destacam os economistas do Instituto Gastão Vidigal, da Associação Comercial de São Paulo (ACSP).

O varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, mostrou elevação de 1,6%. No acumulado do ano, houve recuos de 1,8% e 6,8%, respectivamente, enquanto em 12 meses, registraram-se crescimento de 0,2%, no
primeiro caso, e queda de 1,9%, no segundo.  

No comparativo anual, se destacaram os setores supermercadista (com a maior influência positiva), seguido de móveis e eletrodomésticos, farmácias e bens de uso doméstico. O isolamento social e o home office impulsionaram as compras de alimentos, bens duráveis e artigos de uso pessoal.

A queda mais intensa foi observada no ramo de confecções, constituindo a maior contribuição negativa. Além disso, artigos de escritório e informática também foram afetados negativamente.

No varejo ampliado, as vendas de veículos seguem caindo, enquanto materiais de construção de novo surpreenderam positivamente, na esteira das adequações para o trabalho à distância. 

No geral, os dados mostram que são cada vez menores os impactos do isolamento social. A perspectiva é de recuperação maior do que a esperada no começo do ano, com a flexibilização gradual das medidas de restrição - o que deverá minimizar a contração anual das vendas do varejo. 

FOTO: Arquivo DC

 

Equipe ACIC|

Pode lhe interessar


Colunistas


Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto

Posts recentes


Assuntos relacionados