https://atualiza.acicampinas.com.br/ADMblog/thumbs/728..jpg
Equipe ACIC
Equipe ACIC
Tradicional instituição empresarial de Campinas, fundada em 1920 e com mais de 2.500 empresas associadas, a ACIC apoia o desenvolvimento das empresas por meio de seus 3 pilares para soluções empresariais: Redução de Custos, Oportunidades de Negócios e Educação Empreendedora.

Participação feminina na área de TI cresceu 60% nos últimos cinco anos

Dado foi apresentado em Campinas, no encontro promovido pelo Conselho da Mulher Empreendedora, da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), que abordou a liderança feminina e tendências de mercado e contou com palestra da vice-presidente global da The Bridge Social, Irina Bezzan. Estudo do IBGE, no entanto, aponta que as mulheres representam apen

Com a finalidade de impulsionar o empreendedorismo feminino, debater tendências e desafios do mercado e estimular o crescimento profissional de mulheres empreendedoras por meio do aprimoramento do conhecimento, a presidente da Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) e secretária municipal de Desenvolvimento Econômico de Campinas, Adriana Flosi, reuniu 30 convidadas no último dia 20/5, no restaurante Coco Bambu, para uma palestra proferida por Irina Bezzan, vice-presidente global da The Bridge Social, uma rede global de tecnologia, UX (User Experience ou Experiência do Usuário) e digital, que conecta talentos a oportunidades digitais em todo o mundo. O tema foi abordado durante uma edição do Conselho da Mulher Empreendedora (CME).

Irina é responsável pelos programas de Aquisição de Talentos, Diversidade e Inclusão, Gestão de Cultura, Clima e Desenvolvimento Organizacional  da The Bridge Social e, em sua apresentação, traçou um panorama do crescimento das mulheres no mercado de trabalho e destacou a ascensão feminina também no universo da tecnologia. A palestrante apresentou dados que mostram, por exemplo, que, nos últimos cinco anos, a participação feminina na área de TI cresceu 60%. No entanto, estudo do IBGE aponta que as mulheres representam apenas 28% da força de trabalho em tecnologia.

Para ela, que tem 25 anos de experiência em Gestão de Pessoas e Negócios, as “soft skills” (habilidades interpessoais) têm papel preponderante no desempenho das mulheres: “Nós, mulheres, temos soft skills incríveis, como a empatia, que nos permitem resolver uma complexidade de problemas porque isso é da nossa natureza”, diz Irina. De acordo com ela, com a evolução da tecnologia, as relações ficarão mais humanas e as habilidades interpessoais serão um grande trunfo para a ascensão feminina dentro das empresas.  

Irina Bezzan, que é também CEO da Torus, aceleradora de startups em RH e de Impacto Social e membro do conselho da Gluker, plataforma de ecossistemas de startups, ainda citou “trends” que impactam no desempenho das mulheres em cargos de liderança, como a diversidade, a inclusão, a preocupação com a saúde mental, as flexibilidades nas relações de trabalho e a aprendizagem intencional, entre outras. “No final do dia, é importante lembrar que, mesmo com toda essa tecnologia, tudo o que falamos até agora são meios para as pessoas criarem valor para pessoas e, invariavelmente, quanto mais digital estamos, mais humanos precisamos ser”, finalizou a VP da The Bridge Social.

“O encontro foi uma oportunidade de atualização acerca de temas relevantes para as mulheres em cargos de liderança, e de networking entre estas, que são protagonistas nas suas respectivas áreas de atuação”, explicou Adriana Flosi, presidente da ACIC e idealizadora do Conselho da Mulher Empreendedora.

Estiveram presentes Luiza Moretti, vice-reitora da Unicamp, Luciana Freitas, presidente da OAB Campinas, Kelma Camargo, diretora regional do SECOVI e Rosana Jamal Fernandes, co-fundadora da Baita Aceleradora, entre outras.

Sobre o CME

O Conselho da Mulher Empreendedora da ACIC foi idealizado por Adriana Flosi em julho de 2015. Seu objetivo é impulsionar o empreendedorismo feminino, debater tendências e desafios do mercado, estimular o crescimento profissional por meio do aprimoramento do conhecimento e fortalecer uma rede de contatos assertiva, com o objetivo de fomentar empresas, gerar empregos, movimentar a economia e contribuir para o bem-estar da comunidade.

 

Equipe ACIC|

Pode lhe interessar


Colunistas


Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto

Posts recentes


Assuntos relacionados