https://atualiza.acicampinas.com.br/ADMblog/thumbs/345..jpg
Equipe ACIC
Equipe ACIC
Tradicional instituição empresarial de Campinas, fundada em 1920 e com mais de 2.500 empresas associadas, a ACIC apoia o desenvolvimento das empresas por meio de seus 3 pilares para soluções empresariais: Redução de Custos, Oportunidades de Negócios e Educação Empreendedora.

7 pilares para você construir o seu marketing pessoal

Por Helio Morais – Especialista em marketing digital e de conteúdo.

Existe um ponto cego que atrapalha os negócios e a carreira de muitas pessoas.  O principal sintoma dessa “cegueira” é a estagnação na carreira ou nos negócios.

Você já viu alguém menos qualificado do que outro colega de trabalho ser promovido no emprego ou já se perguntou por que empresas do mesmo porte e do mesmo segmento entram no mercado ao mesmo tempo e uma prospera mais do que a outra?

Muitas vezes, o problema não é a falta de habilidade técnica do profissional ou na qualidade do produto ou serviço oferecido pelo empresário, mas na negligência com o marketing pessoal.

Esse é o ponto cego!

Provavelmente você já deixou de fazer negócios ou contratar alguém, simplesmente porque esta pessoa não lhe passou confiança, não é mesmo?

Existe um ditado que diz: “não basta ser bom, tem que parecer bom”.

Se você e eu, como consumidores, julgamos os produtos que consumimos com base no marketing feito pelas empresas que fornecem esses produtos, porque esse julgamento seria diferente quando o produto é você?

Alguns podem argumentar que compram os produtos pelos benefícios, e o argumento está certo, porém muitos não dão conta que é o marketing bem feito que evidencia esses benefícios e tornam o produto atrativo.

Quem nunca comprou um produto porque se encantou com a embalagem, que atire a primeira sacola de compras. Rsrs

Da mesma maneira que as empresas cuidam do seu marketing, as pessoas também deveriam cuidar do seu marketing pessoal de forma estratégica.

Algumas pessoas confundem marketing pessoal com autopromoção. Na verdade, uma pessoa que fala muito de si e das suas virtudes, passa uma imagem de arrogância, que nada contribui para o seu marketing pessoal.

O primeiro ponto que precisamos ter em atenção, é que Marketing Pessoal é um conjunto de ferramentas que ajudam a definir um objetivo e atingi-lo.

É preciso ter clareza sobre onde você quer chegar para definir as estratégias que lhe levarão até lá.

Avalie quais habilidades que você possui que são valorizadas pelo mercado.

Tem gente que supervaloriza um talento pessoal e, depois, se frustra quando percebe que esse talento só é valorizado por ela e por sua avó.

Sabe aquela frase: “faça o que gosta e não precisará trabalhar nenhum dia”? Pois é, sinto informar, mas ela não é totalmente verdadeira porque às vezes o que você gosta não tem o mínimo valor para o mercado, portanto, ninguém vai pagar por esse talento.

A boa notícia, é que todos nós desenvolvemos ao longo de nossas vidas algumas habilidades. O que falta para alguns, é justamente, reconhecer o seu domínio sobre essa determinada habilidade que é útil para o mercado e mostrar que você é a pessoa certa.

Talvez você esteja agora me perguntando: Hélio, você disse que marketing pessoal não é ficar se gabando, como então, as pessoas vão saber que eu sou muito bom em determinada área?

Eu lhe respondo: Ajude os outros com a sua habilidade. Faça ao invés de falar porque suas ações falarão mais alto do que as suas palavras.

Quando você usa o marketing pessoal de forma estratégica, vai perceber que não deve se limitar a fazer apenas o que lhe pedem. Precisa se mostrar disponível em ajudar, mesmo que não seja a sua função.

Além disso, não é só no ambiente profissional que você deve trabalhar o seu marketing pessoal. Tenha disponibilidade para ajudar com o seu expertise, a sua comunidade, clube, igreja ou qualquer outro grupo social que você participa.

Esses grupos escondem grandes oportunidades de negócio, não os subestime!

E por falar em grupos sociais, outra ferramenta fundamental para o seu marketing pessoal e fazer networking.

Fomente e amplie a sua rede de contatos. Use as redes sociais para se conectar com gente nova e aprofundar o relacionamento com as pessoas que você já conhece.

Não existe coisa pior para o seu networking, do que procurar as pessoas só quando você precisa delas. Isso mancha a sua reputação e diminui suas chances de crescimento.

Ainda sobre o tema redes sociais e relacionamento, se você quer construir uma rede de contatos sustentável, afaste-se de polêmicas. Rede social não é lugar para lavar roupa suja ou agredir quem pensa diferente de você.

Talvez você não seja uma celebridade, mas tenha em mente que quando alguém pensar em contratar os seus serviços, é praticamente certo que ela dará uma “espiadinha” nos seus perfis online para saber mais a seu respeito.

Tão importante quanto cuidar das suas redes sociais, é cuidar da sua aparência também.

A neurociência já comprovou, aqui que todos nós já sabíamos.

Nós julgamos sim, o livro pela capa. A maneira como você se veste e cuida da sua higiene pessoal fala mais alto do que as suas palavras, portanto, capriche no visual de acordo com o ambiente onde você está.

Existem 7 pilares para você construir o seu marketing pessoal. Se você quer se aprofundar nesse assunto, assista a aula que gravei com exclusividade para a ACIC. Clique aqui e inscreva-se!

 

 


Equipe ACIC| #marketingpessoal

Pode lhe interessar


Colunistas


Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto

Posts recentes


Assuntos relacionados