https://atualiza.acicampinas.com.br/ADMblog/thumbs/327..png
Equipe ACIC
Equipe ACIC
Tradicional instituição empresarial de Campinas, fundada em 1920 e com mais de 2.500 empresas associadas, a ACIC apoia o desenvolvimento das empresas por meio de seus 3 pilares para soluções empresariais: Redução de Custos, Oportunidades de Negócios e Educação Empreendedora.

5 melhores plataformas para trabalhar com e-commerce e iniciar uma loja virtual

Pensar em maneiras diferentes para vender é uma necessidade, muitos empreendedores estão recorrendo à alternativa dos sites na internet e aumentando o faturamento

Para quem já tem experiência com vendas, a internet se tornou uma grande aliada para expandir os negócios. Empreender na web, envolve muito trabalho, incluindo o gerenciamento financeiro, pagamentos, relacionamento com o cliente e também a gestão de estoque. Mas antes de pensar nisso, o primeiro passo nessa jornada é escolher uma plataforma que seja ideal para o seu negócio.

Nesta última semana, com os avanços da pandemia do coronavírus, muitas pessoas deixaram de circular pelas ruas e lojas, para os varejistas, essa medida se tornou um grande problema, mas sua empresa pode se reinventar neste momento de crise. 

Um exemplo, é o Estados Unidos, com dados obtidos da Quantum Metric, entre 1º de janeiro e 29 de fevereiro de 2020, o país registrou um aumento no comércio eletrônico, cerca de 55% na taxa de crescimento semanal e um acréscimo de 8,8% nas conversões em relação às mesmas datas do ano passado. 

Mesmo em um momento de catástrofe, existem saídas para o pequeno e médio empreendedor se sobressair. Neste artigo vamos te ajudar a procurar as melhores ferramentas para a criação de uma loja virtual. 

As cinco melhores alternativas para e-commerce 

  1. Loja integrada 

  2. Shopify 

  3. Magento

  4. WooCommerce 

  5. NuvemShop

 

  1. Loja integrada 

A plataforma é uma opção para pequenos empreendedores que pretendem começar na web, a Loja integrada oferece diversos recursos para quem está iniciando, além disso, o acesso é fácil de ser compreendido. Em relação ao layout, o site disponibiliza alguns temas para você iniciar, mas se você preferir algo mais elaborado, basta comprar um design avançado no próprio site. 

Para pequenos empreendedores, existe a versão gratuita, que é limitado o cadastro de produtos, porém existem as versões “pro”, a partir de R$49. A Loja Integrada comporta o suporte para pagamento com o Mercado Pago, por exemplo. 

Quando a loja é criada, dentro da dashboard é disponibilizado uma interface que permite a contagem de estoque para venda, viabilizando computar quantos produtos estão disponíveis. 

 

  1. Shopify

Essa é uma plataforma muito conhecida pela sua acessibilidade, o Shopify permite a criação rápida através de modelos de loja prontos, facilitando para que o empreendedor possa disponibilizar seus produtos online o mais breve possível. 

A empresa também preza pelo design responsivo, que permite a otimização para a utilização em dispositivos móveis como celulares e tablets, visto que boa parte dos acessos e das compras são realizadas via mobile. 

A Shopify não disponibiliza versões gratuitas, funciona apenas em sistema de assinatura mensal e o cálculo do valor é feito em dólar, a partir de $49.

 

  1. Magento

Outro nome muito popular quando falamos de e-commerce, é a Magento,  a plataforma busca comportar desde pequenos a grandes lojistas que queiram montar um comércio na internet, sendo assim, flexível a qualquer tipo de empresa. 

A grande diferença entre a Magento e suas concorrentes, é que se você pretende trabalhar em alto nível sua loja, será necessário ter conhecimento em programação. Já seu destaque, é a otimização para de SEO, facilitando que o público encontre seu site com maior facilidade. 

A Magento disponibiliza diversos plugins e extensões gratuitas para os usuários, facilitando a integração entre loja e cliente, seja para pagamento ou direcionamento para as redes sociais.  

 

  1. WooCommerce

Diferente das citadas acima, a WooCommerce, foi desenvolvida para usuários do WordPress, realizando assim a integração entre blog e e-commerce. Esse modelo foi pensado principalmente para blogueiros que queiram realizar vendas a partir dos conteúdos que já são ofertados.

Outra vantagem da utilização, é que o WordPress tem uma página bem fácil de ser utilizada por blogueiros iniciantes, se alinhado ao e-commerce, torna-se uma ferramenta poderosa de vendas na internet. 

A WooCommerce permite a integração com plugins e recursos básicos para a publicação dos itens de vendas e permite a inclusão de sistemas de pagamentos online. 

 

  1. NuvemShop

Atualmente, a NuvemShop é apontada como a maior plataforma para e-commerce da América Latina. O que a destaca é a oferta de layouts para a criação da loja online, contando com cerca de 40 de opções para montar o visual do site para as vendas. 

As vantagens da NuvemShop são, integração com o Google Analytics, possibilitando a apuração dos resultados do KPI e o design viabiliza o gerenciamento simplificado, permitindo a inclusão de diversos produtos em massa. 

A funcionalidade de pagamento comporta plugins de empresas como PayPal, PagSeguro, Mercado Pago, etc. Também possui integração com diversos parceiros de entrega como Loggi, Envio Fácil, Jadlog, entre outros. Os planos ofertados começam com valores a partir de R$49,90.

Agora basta encontrar a plataforma que melhor se encaixa com seu negócio e começar a fomentar novas formas de vender. 

Precisa de mais informações, a equipe da ACIC está à disposição para ajudar os empresários de Campinas, basta CLICAR AQUI ou entre em contato conosco pelo telefone (19) 2104-9200 ou no WhatsApp (19) 99607-7604.

 

Equipe ACIC|

Pode lhe interessar


Colunistas


Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto

Posts recentes


Assuntos relacionados