http://atualiza.acicampinas.com.br/ADMblog/thumbs/167.jpg
Ser
Ser

Como fazer um plano de metas de sucesso para o varejo?

O varejo, diferente de outros setores, é bastante dinâmico e por isso nem sempre gestores e líderes conseguem realizar planejamentos de longo prazo e segui-los à risca. Mas há muitas boas práticas na área de Recursos Humanos que podem ser seguidas e adaptadas, entre elas está o plano de metas.

O varejo, diferente de outros setores, é bastante dinâmico e por isso nem sempre gestores e líderes conseguem realizar planejamentos de longo prazo e segui-los à risca. Mas há muitas boas práticas na área de Recursos Humanos que podem ser seguidas e adaptadas, entre elas está o plano de metas.

Mas como exatamente as metas podem ajudar a equipe no varejo? A meta da equipe não é sempre vender mais? Pois bem, nem sempre. Cada colaborador deve ser desenvolvido de uma maneira, para que todos atinjam o objetivo final, que é vender mais. Para que isso ocorra é importante cuidar do processo, construindo uma estratégia. A meta é diferente do objetivo, e isso precisa estar claro para o gestor.

Uma das práticas que pode ajudá-lo a começar a pensar nas metas, é bastante conhecida dos profissionais de Recursos Humanos, o método SMART. Esse método é conhecido mundialmente e ajuda gestores a criarem metas se baseando em cinco características essenciais que toda meta deve ter/ser: específica, mensurável, alcançável, relevante e atemporal. Neste post no blog falamos um pouco sobre essa tática.

O plano de metas é importante para que o gestor e a equipe fiquem bem alinhados e consigam acompanhar os resultados mais frequentemente e descobrir onde estão erros para corrigi-los mais rápido. Infelizmente, a maioria dos chefes e líderes não dão muita atenção para esse processo e apenas saem criando metas que dificilmente funcionam. Aqui vamos mostrar os primeiros passos para fazer seu plano de metas:

PLANEJAMENTO DE METAS

- Para começar o seu plano de metas é importante antes de tudo saber como está o seu mercado de atuação. Saber quanto o seu segmento tem crescido e se você está seguindo pelo mesmo caminho ou não é de extrema importância. Essas informações farão você ter uma visão do futuro, sobre o que você precisa melhorar. São informações que você pode encontrar em jornais, internet, nos sindicatos. Seu plano sobre como definir e executar metas vai depender de saber as necessidades do seu negócio.

- Analisar seu negócio internamente já faz parte do primeiro processo, mas é sempre interessante ouvir seus colaboradores. Muitos saberão te falar melhor sobre o desempenho das vendas do que você sozinho. Além disso, você pode conhecer a necessidade de cada um deles e ouvir suas dificuldades. Isso vai te ajudar a criar metas específicas para cada um/equipe.

Após analisar bem esses dois fatores, comece a elencar o prazo para cada tipo de meta. Algumas naturalmente levarão mais tempo que outras, mas todas devem ter como objetivo claro, o aumento de vendas. É importante que o colaborador foque no resultado e não apenas na execução das tarefas, isso vale para o gestor também.

Outro fator importante para que o plano dê certo, é o gestor pensar em uma forma de acompanhar o desempenho dessas metas. No varejo as metas curtas são mais comuns, então, pode ser que o líder queira fazer uma reunião semanal para saber como está o andamento, ou ele pode extrair os dados direto do PDV, com diversas ferramentas, como o SER Casting que já mostra isso em tempo real no smartphone dele. O importante é acompanhar, não importa por onde, desde que haja periodicidade.

Não adianta definir uma meta e depois de muito tempo descobrir que ela deu errado, pois neste caso não há conserto. Se o gestor faz o acompanhamento constante, ele pode avaliar o que está dando certo e o que não está e, assim, mudar a estratégia conforme for melhor. Isso é gestão de metas e já falamos disso aqui no blog, leia mais no post.

O próximo passo é justamente, começar a pensar na construção das metas, quais serão e para quem elas vão ser destinadas. Não adianta generalizar e dar uma mesma meta para todo mundo, o colaborador tem que saber que ele é capaz de atingir aquela meta, por isso ela deve ser pensada de modo individual ou para pequeno grupo.

Aqui vão algumas dicas, baseadas no método SMART para começar a fazer as metas.

1. A meta precisa ser alcançável

De nada adianta o líder criar uma meta que seja impossível de ser alcançada pela equipe, isso só faz com que todos sintam-se desmotivados por nunca conseguirem atingir aquela meta.

Os colaboradores, principalmente os vendedores, precisam saber que são capazes de atingir as metas. Caso contrário, de nada adianta realizar todo o planejamento. O papel do líder é criar situações desafiadoras e provocadoras para a equipe, mas nunca desmotivar.

2. Construa a meta com a ajuda de quem vai realizá-la

Quem melhor do que o próprio colaborador para falar dos limites e do que ele é capaz? Quando há um diálogo entre gestor e vendedor sobre a meta as chances de acertar são mais altas. Além do que, quando o vendedor fala qual é a meta que quer bater, ele se compromete em atingir aquela meta. Ele busca cumprir o que prometeu.

Quando um líder sozinho coloca a meta, ele muitas vezes não leva em conta experiência e capacidade do vendedor, então a meta pode ser muito inferior ou muito superior ao que ele pode fazer. Mantenha o diálogo com os vendedores.

3. Deixe o processo e a evolução visível para os vendedores

Saber como está o desempenho ajuda muito os vendedores a se motivarem. Escolha a forma que desejar, em planilha, em aplicativos que mostram em tempo real como o SER Casting ou mesmo num quadro. O que importa é que o funcionário possa ver como está sendo o desenvolvimento dele com relação às metas.

Deixar registrado o desempenho deles vai servir como uma bússola, onde eles mesmo poderão se corrigir, se melhorar e se cobrar. Isso torna os colaboradores mais independentes do líder.

4. Guie a equipe, mostre os primeiros passos

Não basta criar as metas e esperar que a equipe faça tudo sozinha. O papel do líder é também auxiliar, mostrar o caminho e os passos para que aquela meta seja cumprida e o objetivo atingido.

Deixe bem claro o que o vendedor precisa fazer para atingir a sua meta, isso faz parte também do trabalho de feedback: O que ele precisa fazer mais; O que ele precisa aprimorar; O que ele precisa deixar de fazer

Essas atitudes farão com que o vendedor se sinta seguro e entenda o que precisa ser feito para alcançar a meta e, certamente, isso irá influenciar diretamente no resultado.

Quer saber mais a respeito, visite nosso Site e se cadastre em nossa Newsletter.


Ser|

Pode lhe interessar


Colunistas


Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto Foto

Posts recentes


Assuntos relacionados